O que aconteceria se a OTAN enviasse tropas para a Ucrânia?

A OTAN e a Rússia se encontrariam diretamente cara a cara no terreno. Temer-se-ia uma escalada, o que seria extremamente perigoso, dadas as armas nucleares detidas por ambas as entidades.

A OTAN e a Rússia se encontrariam diretamente cara a cara no terreno. Temer-se-ia uma escalada, o que seria extremamente perigoso, dadas as armas nucleares detidas por ambas as entidades.

Presidente Putin e Presidente da Ucrania Volodymyr Zelensky
Presidente Putin e Presidente da Ucrania Volodymyr Zelensky

Tudo será, portanto, feito para evitar que a OTAN se veja diretamente confrontada com a Rússia na Ucrânia.

É por isso que Joe Biden há muito deixa claro que os Estados Unidos excluem qualquer intervenção militar na Ucrânia. A guerra será econômica e financeira para fazer Putin se curvar.

As sanções econômicas e financeiras tomadas pelos Estados Unidos e pela Europa contra a Rússia de Putin o enfraquecerão em vários níveis. A economia russa sofrerá um sério revés, com os oligarcas russos pressionando Putin.

O povo russo será o primeiro a sofrer no plano econômico, e não é de excluir que uma revolta popular acabe por eclodir, colocando em risco o poder de Putin. Ainda não chegamos lá, mas provavelmente é algo que o Ocidente tem em mente.

Putin pensou que tomaria a Ucrânia rapidamente, mas corre o risco de ficar atolado pela vontade exemplar dos ucranianos de resistir. Mesmo que a Rússia acabe controlando Kiev, podemos esperar uma guerra de guerrilhas que perdurará e a Rússia poderá experimentar a mesma situação vivida no Afeganistão na década de 1980.

Pode-se perguntar se a Ucrânia não se tornará o Afeganistão de Putin no médio prazo…

Escrito por Portalpower

É pai de família, full stack na vida, gamer, apaixonado por tecnologia, gosta de silêncio e brownie com café ou Coca-Cola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.