Adolescente de 14 anos mata tia a facadas por não deixar a sair para namorar

Adolescente de 14 anos assassina a tia a facadas por não deixar a sair de casa para namorar

No dia 24 de janeiro, no munícipio de Feijó (AC), uma Adolescente de 14 anos atacou a tia, 38, e o primo, 10, na residência deles.

Inicialmente, ela investiu contra o menino com uma faca, retalhando várias partes da região de seu pescoço. Porém, a faca quebrou durante o ataque.

Adolescente

Então, a menina amarrou um cinto em volta do primo e o trancou em seu quarto. Em seguida, após pegar uma nova faca de cozinha, ela foi até o quarto da tia e a esfaqueou repetidamente. A vítima sobreviveu a primeira investida e se dirigiu à cozinha.

Lá, as duas passaram a jogar as cadeiras uma contra a outra. Contudo, a vítima acabou escorregando, momento em que, após ser esfaqueada mais vezes, foi golpeada continuamente com uma panela de pressão na cabeça. Ela sucumbiu aos ferimentos.

O crime ocorreu durante a noite, quando a agente havia ido dormir na casa da tia. Como sua mãe estava viajando, ela passava os dias em casa e o período noturno com a parente. Segundo a criminosa, ela decidiu cometer o crime cerca de duas horas antes de sair de casa.

“Foram muitas facadas e ela bateu demais com a panela na cabeça da tia. A faca ficou cravada na vítima. Nunca tinha visto tanto sangue na minha vida”, descreveu o delegado responsável pelo caso, Railson Ferreira. Após a execução, a garota se dirigiu à delegacia mais próxima.

Railson afirmou que ela confessou o crime de forma fria. A razão? “Ela disse que foi porque a tia pegava no pé dela, não deixava ela sair, não deixava namorar”, descreveu o delegado. Entretanto, ele acredita que o ato foi premeditado.

A menina mantinha um diário no qual registrou pensamentos contundentes a um planejamento prévio, conforme explicou o delegado: “ela escrevia sobre o sofrimento dela, da rebeldia, que a família não vai gostar do que ela fizer. Ela dá indícios de que mataria alguém ou se mataria”.

A família dos envolvidos declarou estar em choque. Descreveram a assassina como uma menina tranquila, que só saía de casa para a igreja ou a escola, e que era muito educada e inteligente. Além disso, afirmaram que sempre pareceu ter uma relação tranquila com a tia.

“A mãe dela foi fazer uma viagem e pediu para a tia Antonieta ficar responsável por ela. No que ganhou esse pouquinho de liberdade […] achou que poderia sair, começou a pedir para sair de noite e a tia estranhou”, lamentou um familiar, para quem os atritos eram recentes.

O caso ainda está sendo investigado. Segundo o G1, A polícia está tentando acessar as imagens das câmeras de segurança da região e vai ouvir outras testemunhas. Na casa da vítima, uma nota manchada de sangue foi encontrada: “Eu estive aqui”, com um coração no fundo da folha.

bilhete

O primo da assassina já recebeu auxílio médico e está com parentes. O corpo da vítima, a atendente de loja Maria Antonieta de Souza Abreu, ainda será submetido a necrópsia. A assassina foi transferida para o centro socioeducativo Mocinha Magalhães, em Rio Branco (AC).

 

 

 

Escrito por Portalpower

É pai de família, full stack na vida, gamer, apaixonado por tecnologia, gosta de silêncio e brownie com café ou Coca-Cola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.